A Relevância da Gestão Democrática na Mediação de Conflitos Escolares

Estudo de Caso na Escola Municipal Zaíra Monteiro Godim

  • Vasti Capistrano de Sousa Taboza Mestre em Planejamento em Políticas Publicas - UECE
  • Maria Andréa Luz da Silva Mestra em Planejamento e Políticas Públicas pela Universidade Estadual do Ceará - UECE e Professora do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas (PPGPP) da UECE https://orcid.org/0000-0003-3685-7762
Palavras-chave: Gestão Democrática. Mediação. Conflitos.

Resumo

A educação exerce papel fundamental em nossa sociedade e é direito do cidadão e dever do Estado, conforme está escrito em nossa Constituição. Educação de qualidade e gestão democrática estão relacionadas. O gestor democrático se preocupa em manter um bom clima escolar, a fim de que haja aprendizagem significativa e cuida da administração dos conflitos de forma a encontrar o consenso através do diálogo. A gestão de Escola Municipal Zaíra Monteiro Gondim (EMZMG) foi o locus de uma pesquisa qualitativa na qual fizemos um Estudo de Caso, utilizando a entrevista semiestruturada. Analisamos a influência da gestão democrática na resolução dos conflitos escolares com o uso da metodologia da mediação com o objetivo de melhorar o clima escolar, diminuir a indisciplina e alimentar a proficiência do aluno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRAMOVAY, M. et al. Cotidiano das Escolas: entre violências. Brasília: UNESCO, 2006.

BOURDIEU, P. A Reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. Campinas, SP: Papirus,1996.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC,1997.

BRASIL. Plano Nacional de Educação. Brasília: UNESCO, 2001.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1988.

CRUZ, S. H. V. Representação de Escola e Trajetória Escolar. Psicologia USP, São Paulo,v.8, n.1,p.22-25, jun. 1997.

GÓMEZ, P. A cultura escolar na sociedade neoliberal. Porto Alegre: Artmed, 2001.

JARES, X. R. A educação e conflito: guia de educação para a convivência. Porto: Asa, 2002.

LÜCK et al. A escola participativa: o trabalho do gestor escolar. Rio de Janeiro: DP&A , 2002.

MÜLLER, F. G. Competências profissionais de um mediador de conflitos familiares. 100f.2007.Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis,2007.

SALES, L. M. de M. Mediação de conflitos: família, escola e comunidade. Florianópolis: Conceito Editorial, 2007.

VIEIRA, S. L. Gestão para uma comunidade de aprendizagem. In: SEDUC. Gestão escolar e qualidade na educação. Fortaleza: EdSEDUC, 2005.

WAISELFISZ, J. J. Mapa da Violência 2014. Os Jovens do Brasil. FLACSO Brasil, Rio de Janeiro, 2014.

Publicado
2017-08-01
Como Citar
Taboza, V., & Silva, M. A. (2017). A Relevância da Gestão Democrática na Mediação de Conflitos Escolares. Conhecer: Debate Entre O Público E O Privado, 7(19), 92-110. https://doi.org/10.32335/2238-0426.2017.7.19.601
Seção
Artigos