Da história da filosofia à filosofia da história

Autores

  • Rafael Lucas de Lima Universidade de Pernambuco (UPE)

Palavras-chave:

Filosofia, História da filosofia, Filosofia da história, historiografia

Resumo

O objetivo deste artigo é esboçar algumas reflexões sobre a filosofia, sua história e a filosofia da história. Demonstramos que há uma relação necessária entre a criação de perspectivas filosóficas e os contextos históricos nos quais elas são engendradas. Principiamos com considerações sobre a origem da filosofia, debruçarmo-nos em seguida sobre as etapas do seu desenvolvimento histórico, e finalizamos refletindo sobre a filosofia da história, a fim de projetar alguma luz sobre os sentidos da história humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Agostinho. A cidade de Deus, Parte 1. Petrópolis: Vozes; São Paulo: Editora Universitária São Francisco, 2013a.

______. A cidade de Deus, Parte 2. Petrópolis: Vozes, 2013b.

______. Diálogo sobre a felicidade. Lisboa: Edições 70, 2010.

______. Confissões. São Paulo: Penguin Classics e Companhia das Letras, 2017.

Aristóteles. Metafísica. Bauru: Edipro, 2006.

______. Política. Bauru: Edipro, 2009.

Asante, Molefi Kete. The afrocentric idea. Filadélfia: Temple University Press, 1987.

Bacon, Francis. Novo órganon. São Paulo: Edipro, 2014.

BÍBLIA. A. T. Gênesis; N. T. Apocalipse. Bíblia Sagrada. Edição ecumênica. Rio de Janeiro: Barsa, 1972.

Bloch, Marc. Apologia da História. Ou o ofício de historiador. Rio de Janeiro, Zahar, 2001.

Bodei, Remo. A história tem um sentido?. Bauru, Edusc, 2001.

Carreira, José Nunes. Filosofia antes dos gregos. Mem Martins: Publicações Europa-América, 1994.

Cícero. Da Antiga à Nova Academia. In: Textos Filosóficos. Lisboa: Gulbenkian, 2012.

Descartes, René. Discurso do método. Lisboa: Sá da Costa Editora, 1980.

______. Meditações metafísicas. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

Epicteto. A arte de viver. Rio de Janeiro: Sextante, 2018.

Foucault, Michel. A arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

Hegel, Georg Wilhelm Friedrich. Fenomenologia do espírito. Petrópolis, Vozes, e Bragança Paulista: Editora Universitária São Francisco, 2007.

Heidegger, Martin. Ser e tempo. Petrópolis: Vozes, 2009.

Jaeger, Werner. Paideía. São Paulo: Martins Fontes, 2013.

James, George Granville Monah. Stolen legacy: Greek philosophy is stolen Egyptian philosophy. Nova Iorque: Philosophical Library, 1954.

Kant, Immanuel. Fundamentação da metafísica dos costumes. Lisboa, Edições 70, 2008a.

______. Resposta à pergunta: Que é o Iluminismo?. Lisboa, Edições 70, 2008b.

______. Sobre a pedagogia. Lisboa: Edições 70, 2012.

Laércio, Diógenes. Vidas e Doutrinas dos Filósofos Ilustres. Brasília: Ed. UnB, 2008.

Le Goff, Jacques. História e memória. Campinas: Editora da Unicamp, 2013.

Locke, John. Ensaio sobre o Entendimento Humano. Lisboa: Gulbenkian, 2010.

Marcondes, Danilo. Iniciação à História da Filosofia. Rio de Janeiro: Zahar, 2002.

Obenga, Théophile Mwené Ndzalé. La philosophie africaine de la période pharaonique: 2780-330. Paris: L’Harmattan, 1990.

______. Ancient Egypt and black Africa: A student’s handbook for the study of Ancient Egypt in philosophy, linguistics and gender relations. Londres: Karnak House, 1992.

______. L’Égypte, la Grèce et l’école d’Alexandrie: Histoire interculturelle dans l’Antiquité: aux sources égyptiennes de la philosophie grecque. Paris: Khepera e L’Harmattan, 2005.

Pegoraro, Olinto A. Sentidos da história. Petrópolis: Vozes, 2011.

Pereira, Maria Helena da Rocha. Estudos de História da Cultura Clássica. Vol. 1, Cultura Grega. Lisboa: Gulbenkian, 2012.

Platão. República. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2008.

Pré-Socráticos. In: Os Pensadores. São Paulo: Ed. Nova Cultural, 1996.

Ramos, César Augusto. Aprender a filosofar ou aprender filosofia: Kant ou Hegel? Trans/Form/Ação. São Paulo, num. 30, vol. 2, p. 197-217, 2007.

Reale, Giovanne; Antiseri, Dário. História da filosofia. Vol. 1. São Paulo: Paulus, 2003.

Rousseau, Jean-Jacques. Emílio. Ou da educação. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

Vernant, Jean-Pierre. As Origens do Pensamento Grego. Rio de Janeiro: Difel, 2011.

______. Entre mito e política. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2009.

Downloads

Publicado

2021-10-10

Como Citar

LUCAS DE LIMA, R. Da história da filosofia à filosofia da história. Kalagatos , [S. l.], v. 17, n. 2, p. 7–39, 2021. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/kalagatos/article/view/7136. Acesso em: 28 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos