Filosofia brasileira como metáfora do Brasil

Autores

  • Felipe Luiz Universidade Federal de São Carlos

Palavras-chave:

Nacionalismo, Filosofia brasileira, Álvaro Vieira Pinto, Estratégia

Resumo

O objetivo do presente ensaio é trabalhar algumas questões relativas às relações entre nacionalidade e filosofia. Para tanto, recuperamos um filósofo mui injustamente olvidado, Álvaro Veira Pinto e debatemos o papel que o mesmo assinalava como próprio á filosofia no contexto do desenvolvimento nacional.  A tese principal do ensaio é que o desprezo pela filosofia nacional é, no fundo, um desprezo pelo Brasil e que a valorização dela vai de par com a constituição de uma sociedade justa, igualitária e preocupada com seu povo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BIELCHOWSKY, Ricardo. Pensamento econômico brasileiro: o ciclo ideológico do desenvolvimentismo. RJ: Contraponto, 2000.

CANHADA, Júlio. O discurso e a história. A filosofia no Brasil no século XIX. São Paulo: Loyola, 2020

CHANG, Haa-Jong. Chutando a escada: a estratégia do desenvolvimento em perspectiva histórica. Trad. Luiz Araújo. São Paulo: EDUNESP, 2004.

CRUZ COSTA, João. A filosofia no Brasil. Porto Alegre: Globo, 1945.

_________________. Contribuição à história das ideias no Brasil. São Paulo: Civilização Brasileira, 1967, 2ª ed.

________________. Panorama da história da filosofia no Brasil. SP: Cultrix, 1960.

DOMINGUES, Ivan. Filosofia no Brasil: reflexões metafilosóficas. São Paulo/; EDUNESP, 2-17

FRANCA, Leonel. Noções de História da filosofia. Rio de Janeiro: Agir, 1962, 18ª ed.

LUIZ, F. Filosofia como estratégia, Diaphonia, Toledo, v. 3, n. 2., 2017a, p. 159-165

______. Filosofia como estratégia: O papel da filosofia para Vieira Pinto. Guairacá, Guarapuava, 2021

MANTEGA, Guido. A economia política brasileira. Rio de Janeiro: Polis/Vozes, s/d.

MARGUTTI, Paulo. História da filosofia do Brasil: o período colonial. São Paulo: Loyola, 2013

____________. História da filosofia do Brasil: a ruptura iluminista. São Paulo: Loyola, 2020

NARLOCH, Leandro. Guia politicamente incorreto da história do Brasil. Rio de Janeiro: Globo Livros, 2019

PALÁCIOS, Gonzáles Armijos. Alheio olhar. Goiânia: EDUFG, 2004

ROMERO, Sylvio. A philosophia no Brasil. Porto Alegre: Typ. de Deutsche Zeitung, 1878

ROUX, Jorge. Álvaro Vieira Pinto: nacionalismo e Terceiro Mundo. São Paulo, Cortez, 1990

TEIXEIRA, João de Fernandes. Filosofia Jabuticaba: Colonialidade e pensamento autoritário no Brasil. São Paulo: FiloCzar, 2021

TIBURI, Márcia. Complexo de vira-lata. Análise da humilhação brasileira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2021

TOLEDO, Caio Navarro de. Intelectuais e política no Brasil. Rio de Janeiro: Revam, 2005

______________________. ISEB: fábrica de ideologias. São Paulo: Ática, 1982

VIEIRA PINTO Álvaro Borges. Consciência e realidade nacional: a consciência ingênua. RJ: ISEB, 1960a, vol. I

_________________________. Ideologia e Desenvolvimento Nacional. Rio de Janeiro: ISEB, 1960b

VITTA, Luís Washington. Panorama da filosofia no Brasil. Porto Alegre: Globo, 1968

Publicado

2024-05-16

Como Citar

LUIZ, F. Filosofia brasileira como metáfora do Brasil. Kalagatos , [S. l.], v. 21, n. 1, p. ek24020, 2024. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/kalagatos/article/view/12201. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

Ensaio