Intervenção de um projeto de extensão de promoção de saúde mental no contexto do sofrimento ético-político associado à pobreza menstrual

Autores

  • Gustavo da Silva Machado UFSC
  • Sabrina Sgarbi Tibolla
  • Isabela Brasil Correia
  • Elisangela Mara de Souza
  • Clarice Aparecida Munaro
  • Elaine Watanabe
  • Ana Paula da Silva Capeleto

Palavras-chave:

Extensão Universitária, Pobreza Menstrual, Saúde Mental, Desigualdade

Resumo

O presente trabalho busca apresentar o relato de uma ação de extensão universitária, a qual representa o compromisso ético e social do ensino superior com a comunidade e as diferentes formas de desigualdade.. A campanha de arrecadação de absorventes femininos manifesta a precariedade menstrual e sua conexão com a desigualdade de gênero. O objetivo da ação foi despertar na comunidade universitária uma arrecadação com sentido coletivo, uma ação social voltada a uma necessidade humana básica e com implicações diretas na saúde mental. Materiais e Métodos: Foram distribuídas caixas em diversos corredores da Universidade. A divulgação ocorreu nas mídias sociais e a campanha ocorreu entre o final de outubro de 2021 e março de 2022. Resultados e discussão:  Foram arrecadados 525 pacotes de 8 unidades, totalizando 4.200 unidades de absorventes. Os absorventes foram doados para a duas instituições de apoio a populações vulnerabilizadas e um projeto piloto da Universidade. Considerações Finais: A pobreza menstrual é uma condição que demanda uma intervenção social e de saúde pública para redução das desigualdades e, com isso, promoção da saúde mental

Referências

AMARANTE, Paulo. Saúde Mental e Atenção Psicossocial. 3. ed. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2007. 60 p

BERCHIN, Issa Ibrahim. Instituições de educação superior como agentes de inovação para o desenvolvimento sustentável: estudo em uma universidade comunitária de Santa Catarina. 2017. 180 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Administração, Universidade do Sul de Santa Catarina, Florianópolis, 2017. Disponível em: https://repositorio.animaeducacao.com.br/bitstream/ANIMA/15109/3/Disserta%C3%A7%C3%A3o_Issa%20Ibrahim%20Berchin_final.pdf

BOFF, Rogers Alexander; BRUM, Jaqueline Bilhalva Maicá; OLIVEIRA2, Ananda Nasai Machado de; CABRA, Sueli Maria. Pobreza menstrual e sofrimento social: a banalização da vulnerabilidade social das mulheres no brasil. Psicologia, Educação e Cultura, Portugal, v. 25, n. 3, p. 133-147, dez. 21. Disponível em: https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/38546/1/PEC%20Dezembro%20de%202021-p%c3%a1ginas-134-148.pdf. Acesso em: 25 mar. 2022.

BRASIL. UNFPA E UNICEF. . Pobreza Menstrual no Brasil: desigualdades e violação de direito. São Paulo: Unfpa e Unicef, 2021. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/media/14456/file/dignidade-menstrual_relatorio-unicef-unfpa_maio2021.pdf. Acesso em: 24 mar. 2022

BULTER, Judith. Corpos em aliança e a política das ruas: notas para uma teoria performativa de assembleia. São Paulo: Civilização Brasileira, 2018

GUARESCHI, P. Relações comunitárias, relações de dominação. In. LANE, S. SAWAYA, B. (org). Psicologia social comunitária: da solidariedade à autonomia. Editora Vozes: São Paulo, 1996

JACINTO, A. G.; MARTINS, E. B. C. A construção do conhecimento na extensão universitária a partir de uma experiência freireana. Educação, v. 44, n. 1, p. 3, 21 jun. 2021. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/pdf/reveduc/v44n1/1981-2582-reveduc-44-01-e33110.pdf.

PEIXOTO, Sinara. Inadimplência no ensino superior privado cresce 30% no 1º semestre de 2020. 2020. Matéria produzida para CNN Brasil. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/business/inadimplencia-no-ensino-superior-privado-cresce-no-1-semestre-de-2020/. Acesso em: 25 mar. 2022.

RIO DE JANEIRO. FIOCRUZ. . Desigualdade social e econômica em tempos de Covid-19. 2020. Elaborado pela ENSP (Escola Nacional de Saúde Pública). Disponível em: https://portal.fiocruz.br/noticia/desigualdade-social-e-economica-em-tempos-de-covid-19. Acesso em: 25 mar. 2022

SAWAIA, Bader (org.). As artimanhas da exclusão: análise psicossocial e ética da desigualdade social. São Paulo: Vozes, 1999.

SCHMIDT, Beatriz; CREPALDI, Maria Aparecida; BOLZE, Simone Dill Azeredo; NEIVA-SILVA, Lucas; DEMENECH, Lauro Miranda. Saúde mental e intervenções psicológicas diante da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Estudos de Psicologia (Campinas), [S.L.], v. 37, p. 336-347, jul. 2020. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/1982-0275202037e200063. Disponível em: https://www.scielo.br/j/estpsi/a/L6j64vKkynZH9Gc4PtNWQng/?lang=pt. Acesso em: 29 mar. 2022.

SILVA, Cristiane Moreira; RODRIGUES, Rafael Coelho. Pandemia de Covid-19 e sofrimento psíquico: alguns elementos para uma problematização do brasil contemporâneo. Psicologia Política, S.I, v. 21, n. 51, p. 322-339, jul. 2021

SOUZA, Wesley Martins de; MACEDO, Eliza Cristina. Extensão em tempos de pandemia: as redes sociais como veiculadoras de educação em saúde. Raízes e Rimos: Revista da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, Rio de Janeiro, v. 8, n. 2, p. 336-347, jul. 2020. Disponível em: http://seer.unirio.br/raizeserumos/article/view/10223/9139. Acesso em: 29 mar. 2022.

UNIVALI. Centro de Memória e Documentação Histórica: acervo histórico da universidade do vale do itajaí. Acervo histórico da Universidade do Vale do Itajaí. 2022. Disponível em: https://www.univali.br/institucional/centro-de-memoria/Paginas/default.aspx. Acesso em: 30 mar. 2022.

Downloads

Publicado

2022-07-25

Como Citar

da Silva Machado, G., Sgarbi Tibolla, S. ., Brasil Correia, I., Mara de Souza, E. ., Aparecida Munaro, C., Watanabe, E., & da Silva Capeleto, A. P. (2022). Intervenção de um projeto de extensão de promoção de saúde mental no contexto do sofrimento ético-político associado à pobreza menstrual. Conexão ComCiência, 2(2). Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/conexaocomciencia/article/view/8177

Edição

Seção

Dossiê - Extensão Universitária