Dinâmica da natureza, de Deus e da liberdade em Schelling

Autores

  • Kleber Amora Professor de Filosofia - UFC

Palavras-chave:

Spinoza. Schelling. Substância. Natureza. Liberdade.

Resumo

O ensaio visa mostrar que a ontologia de Spinoza exerceu uma grande influência sobre o pensamento de Schelling. Entretanto, Schelling criticou Spinoza nos seguintes pontos: 1º) Spinoza apresenta a noção de substância como uma coisa-em-si sem vida e apenas pressuposta; 2º) Spinoza não demonstra como a substância transita para os modos. Isso conduz, 3º) À falta de uma dinâmica na natureza, o que impede de se estabelecer uma conexão mais efetiva entre natureza e espírito e, conseqüentemente, compromete a afirmação da liberdade humana.

Arquivos adicionais

Publicado

2009-02-03

Como Citar

Amora, K. (2009). Dinâmica da natureza, de Deus e da liberdade em Schelling. Revista Conatus - Filosofia De Spinoza (ISSN 1981-7509), 4(8), 65–72. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/conatus/article/view/4759