Divergências e convergências entre Espinosa e Bergson

Autores

  • Rodrigo Travitzki Doutorando na área de educação e filosofia na USP

Palavras-chave:

Espinosa. Bergson. Determinismo. Liberdade. Duração.

Resumo

Analisamos divergências e convergências entre Espinosa e Bergson, focando na chamada antinomia necessidade/liberdade. Identificamos alguns argumentos contra a aparente distância entre as duas filosofias. Levantamos a hipótese de que a duração bergsoniana tenha origem em Espinosa.

Biografia do Autor

Rodrigo Travitzki, Doutorando na área de educação e filosofia na USP

Professor do Colégio Equipe, em São Paulo. Fez graduação em ciências biológicas (UNICAMP) e defendeu mestrado em filosofia (UFSCar). Atualmente mantém um portal sobre educação (http://digao.bio.br/rizomas/) e inicia pesquisa sobre unidade e multiplicidade no sistema escolar.

Arquivos adicionais

Publicado

2009-02-03

Como Citar

Travitzki, R. (2009). Divergências e convergências entre Espinosa e Bergson. Revista Conatus - Filosofia De Spinoza (ISSN 1981-7509), 3(6), 59–71. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/conatus/article/view/4744