O pensamento do singular em Espinosa e Leibniz: entre a determinação e a expressão

Autores

  • Mariana Cecilia de Gainza Doutoranda do Departamento de Filosofia da USP - Bolsista Fapesp

Palavras-chave:

Essências singulares. Determinação. Expressão. Continuidade. Antropomorfismo.

Resumo

As filosofias de Espinosa e de Leibniz constroem o conceito de “Deus” de duas maneiras divergentes. A partir disso, a forma em que pensam o mundo e, dentro dele, a realidade dos seres finitos, também difere essencialmente. O artigo se pergunta pelas maneiras antitéticas de conceber a determinação do singular a expressão do infinito no finito que surgem de ambas as filosofias. 

 

Abstract

Espinosa’s and Leibniz’ philosophies construct the concept of “God” in two divergent ways. Because of that, the form in which they think the world and, inside it, the finite beings’ reality, also differs essentially. The article wonders for the antithetic ways of conceiving the determination of the singular and the expression of the infinite in the finite that emerge from both philosophies.

Key-words: Singular essences. Determination. Expression. Continuity. Antropomorphism.

Arquivos adicionais

Publicado

2008-09-02

Como Citar

Gainza, M. C. de. (2008). O pensamento do singular em Espinosa e Leibniz: entre a determinação e a expressão. Revista Conatus - Filosofia De Spinoza (ISSN 1981-7509), 2(3), 61–67. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/conatus/article/view/1780