Amor Intelectual a Deus em Espinosa

Autores

  • Rochelle Cysne Frota D’Abreu Professora de Filosofia na União Brasiliense de Educação e Cultura - Brasília-DF

Palavras-chave:

Beatitude. Corpo. Mente. Relação mente-corpo. Verdadeira religião. Relação entre a verdadeira religião e a filosofia.

Resumo

O texto é um esforço de compreensão sobre o que vem a ser a noção espinosana de “Amor Intelectual a Deus” levando-se em conta que não há em Espinosa uma separação entre corpo e mente como sendo duas substâncias distintas incomensuráveis. O amor parece ser atividade do corpo; o amor intelectual parece ser atividade da mente. Ainda se pergunta porque esta ação do corpo e mente, que é o amor intelectual a Deus, é o exercício mesmo de aumento de potência contínuo, o que Espinosa chama de felicidade, ou beatitude.

Arquivos adicionais

Publicado

2008-01-13

Como Citar

D’Abreu, R. C. F. (2008). Amor Intelectual a Deus em Espinosa. Revista Conatus - Filosofia De Spinoza (ISSN 1981-7509), 1(2), 69–82. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/conatus/article/view/1676