O Conceito de Conhecimento a partir do pensamento de Benedictus de Spinoza

Autores

  • Maria Tereza Mendes de Castro UECE

Palavras-chave:

Conhecimento. Modos de percepção. Amor. Desejo. Apetite.

Resumo

Este trabalho tem o objetivo de apresentar o conceito de conhecimento através da leitura das obras Tratado da Correção do Intelecto e Tratado Breve do filósofo Benedictus de Spinoza. O progresso contínuo do intelecto humano, possível somente através de uma ordem correta de idéias, permite-nos alcançar o conhecimento verdadeiro e absoluto, ou seja, o conhecimento de Deus. Para o esclarecimento deste processo, destacaremos neste trabalho os modos de percepção que fazem parte do sistema spinozista para viabilizar a boa condução do nosso intelecto sem, entretanto, deixar de dar ênfase ao Amor. Para Spinoza, o amor se apresenta como uma força determinante em nosso estado de tristeza ou felicidade, pois, segundo o próprio filósofo, “a felicidade ou a infelicidade consiste somente numa coisa, a saber, na qualidade do objeto ao qual aderimos pelo amor.” Por esta razão, somente amando as coisas eternas e infinitas podemos atingir nosso maior grau de potencialização e, conseqüentemente, o conhecimento absoluto.

Arquivos adicionais

Publicado

2007-09-02

Como Citar

Castro, M. T. M. de. (2007). O Conceito de Conhecimento a partir do pensamento de Benedictus de Spinoza. Revista Conatus - Filosofia De Spinoza (ISSN 1981-7509), 1(1), 67–72. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/conatus/article/view/1656