Spinoza e Modernidade

  • Miroslav Milovic UNB
Palavras-chave: Spinoza, Modernidade, Potência, Ontologia, Universalismo.

Resumo

Esse artigo se integra em projeto de pesquisa intitulado Direito como potência, dedicado a investigar a relação entre Direito e ontologia às margens, mas também a partir das possibilidades abertas pela modernidade. Em Spinoza temos uma possibilidade da confrontação com a teleologia moderna, em que suas consequências no direito, na política e na economia vão tematizadas e criticadas em suas fundações. No seu lugar, na articulação de uma outra modernidade, o universal, talvez, só possa aparecer neste caminho da afirmação da diferença. O que se afirma é o nosso plano comum da imanência, a nossa igualdade.

Abstract
This article is part of a research project entitled Law as potency, dedicated to the investigation of the relation between Law and ontology at the margins, but also from the possibilities opened by modernity. With Spinoza we have the possibility of a confrontation with modern teleology, in which its consequences to law, politics and economics are thematized and criticized in their foundation. In this context, we have an articulation of another modernity, in which, perhaps, the universal can appear including the affirmation of difference. What is affirmed is our common dimension of immanence, our equality.

Publicado
2019-08-25
Como Citar
Milovic, M. (2019). Spinoza e Modernidade. Revista Conatus - Filosofia De Spinoza, 10(20), 101-105. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/conatus/article/view/1630