Spinoza e Bohm: um possível diálogo

Autores

  • Claudio de Souza Rocha Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA
  • Roberto Ponczek

Palavras-chave:

Spinoza. Bohm. Totalidade. Variáveis ocultas.

Resumo

Com este artigo, pretendemos uma aproximação entre a filosofia de Spinoza (1632-1677) e a física teórica de David Bohm (1917-1992), a fim de identificar algumas possíveis convergências entre ambos. De fato, defendemos a hipótese de que a metafisica de Spinoza é compatível com a interpretação determinística da física quântica elaborada por Bohm, por está em conformidade com a compreensão determinista de Spinoza sobre a realidade.


Abstract
With this article, we want a rapprochement between the philosophy of Spinoza (1632-1677) and the theoretical physics of David Bohm (1917-1992), in order to identify some possible similarities between both. In fact, we defend the hypothesis that the metaphysics of Spinoza is compatible with the deterministic interpretation of quantum physics developed by Bohm, by complies with the deterministic understanding of Spinoza about reality.

Arquivos adicionais

Publicado

2019-08-25

Como Citar

Rocha, C. de S., & Ponczek, R. (2019). Spinoza e Bohm: um possível diálogo. Revista Conatus - Filosofia De Spinoza (ISSN 1981-7509), 10(19), 11–17. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/conatus/article/view/1607