OS ESTUDOS SOBRE AS DISSIDÊNCIAS SEXUAIS E DE GÊNERO EVANGÉLICAS NO BRASIL:

AS IGREJAS INCLUSIVAS E OS NOVOS DESAFIOS

Autores

  • Alisson Cruz Soledade UFBA

Palavras-chave:

Igrejas Inclusivas, Dissidentes sexuais e de gênero, Evangélicos

Resumo

A construção de igrejas por dissidentes sexuais e de gênero no Brasil foi acompanhada da ampliação da repercussão midiática e de investigações produzidas por pesquisadores e pesquisadores de diversas disciplinas das Ciências Humanas e Sociais. Os trabalhos produzidos analisaram as trajetórias e experiências dessas pessoas com o intuito de compreender os impactos dos discursos religiosos na elaboração das subjetividades, de refletir sobre a constituição das novas igrejas e suas relações com as normas sexuais e de gênero, assim como discutir a constituição de novas perspectivas teológicas no contexto de constituição das comunidades inclusivas. Nesse sentido, a partir de levantamento bibliográfico e de análise de teses e dissertações produzidas sobre a temática, esse texto propõe compreender o estado da arte das pesquisas sobre as dissidências sexuais evangélicas envolvidas na formação das igrejas inclusivas no Brasil e os novos desafios para o campo de pesquisa a partir da emergência de grupos de articulação dessas igrejas e de movimentos paraeclesiásticos fundados no final da década de 2010.

Biografia do Autor

Alisson Cruz Soledade, UFBA

Doutor em História (UFSC). Membro do Laboratório de Estudos e Pesquisas em História e Culturas (UECE) e pesquisador vinculado ao Laboratório de Estudos de Gênero e História (LEGH) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). alissonsoledade@gmail.com

Referências

ALVES, Zedequias. Religião e sexualidade: Reflexões sobre Igrejas Inclusivas na cidade de

São Paulo. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Universidade Presbiteriana

Mackenzie. São Paulo, 2009.

BRANDÃO, Fagner Alves Moreira. Religião e homossexualidade: uma abordagem histórica e sociocultural das Igrejas Cristãs inclusivas em Goiás. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual de Goiás, 2021.

CARRANCA, Adriana. Parada Gay reúne 1 milhão na Paulista. O Estado de São Paulo: São Paulo, 23 junho. 2003.

CARMO, Arielson Teixeira do. Rituais, trajetórias religiosas e homossexualidade na cidade de Pelotas-RS. Dissertação (Mestrado em Sociologia) Instituto de Filosofia, Sociologia e Política. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2019.

CONEXÃO Repórter. A igreja dos excluídos. SBT. São Paulo, 18 maio, 2020. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Od6TMVYQLwI. Acesso em: 19. Maio, 2020.

EVANGÉLICXS pela diversidade. Manifesto. 2018. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1qfJOOsaD763s1eIM5YUy2li8bU0PTFJc/view. Acesos em 20. Fev. 2021.

_______, Nossa História. 2020. Disponível em: https://evangelicxs.com/nossa-historia/. Acesso em: 19. Fev.2021.

FEITOSA, Alexandre. Igrejas Inclusivas: uma breve história. Brasília: Oásis Editora, 2018.

FERREIRA, Miriam Laboissiere de Carvalho. Homossexualidade e a Igreja Inclusiva no estado de Goiás: Igreja Caminho da Inclusão um estudo de caso. 2016. 130 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás, GOIÂNIA, 2016.

FOUCAULT, M. História da sexualidade I: a vontade de saber. 13 ed. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1999.

GELINSKI, Adriana. As vivências espaciais dos membros LGBT da Igreja da Comunidade Metropolitana em Maringá e da Igreja Episcopal Anglicana em Curitiba e a constituição das significações de suas sexualidades. Dissertação (Mestrado em Gestão do Território: Sociedade e Natureza) - Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2017.

GLADSTONE, Marcos. A Bíblia sem preconceitos. 1ª ed. Rio de Janeiro: Igreja Cristã Contemporânea, Rio de Janeiro, 2008.

HONORATO, Isabelle Brambilla. Entre tensionamentos e disputas: família, religião e o processo de se assumir entre jovens de uma igreja inclusiva de Manaus. 2016. 109 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2016.

LIMA, Carlos Chagas Vilela. A verdade (des)construída: a inserção da homossexualidade na Comunidade Cristã Nova Esperança, em Natal. Dissertação (Mestrado em Antropologia social.) - Instituição de Ensino: Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.

LORENZO, Daniel de Andrade. Teologia Inclusiva nas redes sociais: evangelização inclusiva segundo a Igreja da Comunidade Metropolitana em João Pessoa. Dissertação (Mestrado em Comunicação). Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2016.

MARANHÃO FILHO, Eduardo Meinberg de Albuquerque. (Re/des) conectando gênero e religião-peregrinações e conversões trans* e ex-trans* em narrativas orais e do Facebook. 2014. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo, 2014.

MARIANO, Ricardo. Mudanças no campo religioso brasileiro no Censo de 2010. Debates do NER, PortoAlegre, ano 14, n. 24, p. 119-137, jul./dez. 2013.

MARTINS, Elisa. O evangelho gay: Nova igreja cresce nos EUA e chega ao Brasil pregando aceitação dos homossexuais. Época: Rio de Janeiro, 10 maio. 2004.

MUSSKOPF, André Sidnei. Via(da)gens teológicas: itinerários para uma teologia queer no

Brasil. Tese (doutorado) – Escola Superior de Teologia. São Leopoldo, 2008.

NATIVIDADE, Marcelo Tavares. Deus me aceita como sou? A disputa sobre o significado

da homossexualidade entre evangélicos no Brasil. Tese (Doutorado). Rio de Janeiro, 2008.

NETO, Moises Costa. A Cruz Fora do Armário: Caminhos Para uma (Homo)Sexualidade Santificada.'26/07/2013 188 f. Doutorado em SOCIOLOGIA. Instituição de Ensino: Universidade Federal da Paraíba, JoãoPessoa, 2013.

OLIVEIRA, Luiz Gustavo Silva de. “O senhor é meu pastor e ele sabe que eu sou gay”:

etnografando duas igrejas inclusivas na cidade de São Paulo. Dissertação (Mestrado em

Ciências Sociais) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2017.

PIERUCCI, Antônio Flávio. Cadê nossa diversidade religiosa? Folha de São Paulo. São Paulo, 29 dedezembro 2002. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz2912200208.htm. Acesso em: 10

de Out. 2019.

RODRIGUES, Eduardo Lima. Igrejas evangélicas inclusivas da cidade de São Paulo e

Guarulhos: um estudo psicopolítico das igrejas vistas por seus pastores. Dissertação

(Mestrado) – Pontíficia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2009.

SOLEDADE, Alisson Cruz. Uma igreja inclusiva na Bahia: a Comunidade Cristã Inclusiva do Salvador e a sua posição no campo religioso evangélico (2015-2018). Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2022.

SOLEDADE, A. C..; GOMES, A. C. Mover Inclusivo no Brasil: notas iniciais sobre a organização coletiva de igrejas inclusivas brasileiras (2011-2018). PLURA, Revista de Estudos de Religião / PLURA, Journal for the Study of Religion, [S. l.], v. 13, n. 2, p. 18, 2022.

SOUZA, Raquel Moreira de. Teologia Inclusiva, Fé e Militância: A Igreja da Comunidade

Metropolitana e algumas controvérsias na sociologia da religião. Dissertação (Mestrado em

Sociologia) – Universidade de Brasília. Brasília, 2015.

THOMÉ, Clarissa. Novo templo evangélico realiza união gay no Rio. O Estado de São Paulo: São Paulo, 04 maio. 2004.

VIEIRA, VanrochrisHelbert. Vivendo no front: discursos acionados por sujeitos na fronteira

entre perspectivas LGBTs e evangélicas. Dissertação (Mestrado em Comunicação Social) –

Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2015.

WEISS DE JESUS, Fátima. Unindo a cruz e o arco-irís: Vivência Religiosa, Homossexualidade e Trânsitos de Gênero na Igreja da Comunidade Metropolitana de São

Paulo. Tese (Doutorado): Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

Publicado

2023-08-27

Como Citar

CRUZ SOLEDADE, A. OS ESTUDOS SOBRE AS DISSIDÊNCIAS SEXUAIS E DE GÊNERO EVANGÉLICAS NO BRASIL: : AS IGREJAS INCLUSIVAS E OS NOVOS DESAFIOS. Revista de História Bilros: História(s), Sociedade(s) e Cultura(s), [S. l.], v. 10, n. 21, p. 27, 2023. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/bilros/article/view/11330. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

ARTIGOS