Movimentos Negros no Ceará:

um olhar sobre o Movimento de Mulheres Negras do Cariri

Autores

DOI:

https://doi.org/10.52521/19.5409

Resumo

Este artigo objetiva trazer a trajetória e consolidação do Movimento Negro cearense por intermédio do protagonismo das mulheres negras, descentralizando para a região do Cariri, Ceará, lugar onde a atuação e liderança feminina do Grupo de Valorização Negra do Cariri se faz necessária para a reconfiguração da identidade negra afro-cearense. O referido grupo é uma entidade sem fins lucrativos, fundado em 2001, que, desde sua fundação, faz o enfrentamento em prol de políticas públicas para a população negra caririense através da articulação cotidiana das mulheres negras que lideram o grupo. Para a realização deste escrito, foram utilizados como referências e orientações teóricas: Almeida (2018), Domingues (2007), Gonzalez (2018), Nascimento, A. (1978), Nascimento, J. (2012), Ratts (1991), Soares (2016), Sousa (2006) e Valério (2014), que, com olhares sensíveis, debruçaram-se sobre os Movimentos Negros brasileiros e afro-cearenses como conceitos importantes que precisam ser compreendidos. Neste estudo, foi possível o aprofundamento teórico-prático das demandas e mobilizações contemporâneas do Movimento Negro no Ceará, sobretudo no Cariri cearense, por auxílio e orientação das mulheres negras.

Downloads

Publicado

2021-12-30