Projovem Urbano

contribuições da gestão social em sua avaliação

Autores

  • Aparecida de Cássia Oliveira Lima
  • Raquel Garcia Gonçalves

Palavras-chave:

Projovem Urbano, Juventudes, Política Pública, Gestão Social, Avaliação

Resumo

O presente artigo é fruto de reflexões iniciais advindas de uma pesquisa em andamento, que busca realizar uma análise sobre o fenômeno da evasão em um programa do Governo Federal, intitulado Projovem Urbano, no município de Betim – Minas Gerais. Esse programa foi desenvolvido para atender jovens, de 18 a 29 anos, que não completaram o ensino fundamental e que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Assim sendo, busca-se contextualizar a conjuntura sócio-econômica e especificidades do público a que é destinado. Com intento de trazer a reflexão sobre a possibilidade da avaliação como uma ferramenta poderosa para balizar ações exitosas que atendam as necessidades dos usuários desse programa, faz-se uma abordagem sobre os princípios e fundamentos da Gestão Social incorporados aos processos avaliativos e, como esses podem contribuir para valorizar, melhorar e tornar mais efetivos os processos de participação dos sujeitos envolvidos em um programa social. Nesse sentido, o presente trabalho tem como objetivo discutir os limites e possibilidades dos processos avaliativos do Programa Projovem Urbano e apresentar as contribuições da incorporação dos princípios e valores da Gestão Social nesse processo, visando a amenizar a situação recorrente da evasão.

Downloads

Publicado

2020-01-28