OS SANTOS PEREGRINOS: UMA ANÁLISE DO ESTUDO HAGIOGRÁFICO NA FORMAÇÃO SOCIAL NOS SERTÕES DO CEARÁ COLONIAL – NOTAS INTRODUTÓRIAS DE UMA PESQUISA

  • Agenor Soares e Silva Júnior
Palavras-chave: Hagiografia; Migração; Cultura religiosa.

Resumo

Este artigo tem por objetivo introduzir uma discussão acerca do universo religioso no semiárido cearense a partir das imagens religiosas utilizadas desde o período colonial; analisamos a transposição desses santos como resultado da influência lusitana, o que denominamos de “migração do sagrado”. Procuramos estabelecer um estudo hagiográfico dos padroeiros católicos aqui “adotados” e suas significâncias no processo de construção de uma tradição religiosa que ajudou a produzir uma ideia de identidade sacralizada aos lugares. Compreender os movimentos desses santos errantes pelos sertões, ajuda a estabelecer um olhar cuidadoso sobre a influência religiosa na formação social e territorial cearense a partir da plural criação de formas devocionais, espaços, hoje, povoados de imagens religiosas, consagradas pela cultura urbana que encontra ecos em tempos imemoriais

Publicado
2019-02-28