Neofascismo, “nova república” e a ascensão das direitas no Brasil

  • Odilon Caldeira Neto Doutor em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGSProfessor na Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJFCoordenador da Rede de Investigação “Direitas, História e Memória” http://www.direitashistoria.net https://orcid.org/0000-0001-5926-528X
Palavras-chave: neofascismo, novas direitas, partidos políticos

Resumo

Com a recente ascensão das direitas no Brasil, que culminou com a eleição de Jair Bolsonaro, assim como de outros líderes da extrema direita, coloca-se em questão os impactos dessas novas formatações no campo político e partidário brasileiro, assim como quais são os pressupostos e filiações ideológicas. Além de categorias como “novas direitas”, termos como “neofascismo” são utilizados indiscriminadamente para interpretar expressões e grupos dos mais distintos. A fim de colocar esses aspectos em questão, o artigo tem o propósito de apresentar um apanhado das relações entre grupelhos neofascistas e forças político-partidárias no Brasil. Analisando desde a transição democrática até a eleição de Bolsonaro, o artigo coloca em análise as aproximações e disputas existente entre grupelhos neofascistas e agremiações partidárias, a fim de compreender as diversas disputas existentes dentro do campo da extrema direita brasileira ao longo da “nova república”.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-01-20
Como Citar
Neto, O. (2020). Neofascismo, “nova república” e a ascensão das direitas no Brasil. Conhecer: Debate Entre O Público E O Privado, 10(24), 120-140. https://doi.org/10.32335/2238-0426.2020.10.24.2060
Seção
Dossiê