Crise da democracia liberal e o estado democrático de direito

Autores

DOI:

https://doi.org/10.52521/19.6838

Resumo

A preocupação básica deste estudo é refletir sobre a crise da democracia liberal na contemporaneidade, as motivações sociais que conduziram a isso, e, também, a ascensão populista e sua capacidade de prejuízo democrático. Este artigo tem como objetivo analisar o desenvolvimento de alguns componentes importantes para a estruturação das democracias liberais e os mecanismos constitucionais e sociológicos para a contenção de governos autoritários. Realizou-se uma pesquisa bibliográfica considerando as contribuições de autores como MOUNK (2018), CASTELLS (2018), RAWLS (2011) e VIEIRA (2018) entre outros, dialogando com alguns pensadores sobre a democracia, o papel do liberalismo político, do constitucionalismo e das instituições na contenção do autoritarismo. Concluiu-se que caso os agentes políticos não reafirmem as regras do jogo institucional e a sociedade de um modo geral não defenda os ditames constitucionais, a capacidade de uma constituição e da democracia em fazer valer as garantias de direitos ficam, obviamente, enfraquecidas.

Palavras-chave: Democracia. Liberalismo. Populismo. Povo.

Downloads

Publicado

2021-08-31 — Atualizado em 2021-08-31

Versões