Juventudes, manifestações sociais e representações sobre a violência

Autores

  • Rochele Fellini Fachinetto
  • Vítor Eduardo Alessandri Ribeiro

Palavras-chave:

Manifestações sociais junho 2013 – representações sobre a violência –, Mídia

Resumo

A proposta deste artigo é analisar as representações sociais em torno da noção de violência para diferentes atores que estiveram envolvidos nas manifestações de junho de 2013 no Brasil. Partimos da perspectiva de uma sociologia da conflitualidades que busca reconstruir a complexidade dos conflitos sociais contemporâneos, explorando algumas de suas dinâmicas e especificidades. Para tal, buscamos analisar as representações da noção de violência para os jovens, tendo como base de análise as redes sociais; a forma como a mídia elaborou discursos sobre o tema da violência, a partir da análise de dois jornais de circulação nacional e, por fim, as representações sobre violência presentes nos discursos de algumas autoridades políticas que se manifestavam sobre tais fatos. A análise evidenciou dois momentos distintos com relação às representações sobre a violência: o primeiro do dia 11 a 17 de junho e o segundo entre os dias 18 e 20 de junho. Neste período foi possível observar um processo de deslocamento de sentido em relação à noção de violência que aparecia, no primeiro período, como elemento central nas representações, sobretudo da mídia e das autoridades policiais e perde centralidade no segundo momento, quando passam a enfatizar a legitimidade democrática das manifestações.

Downloads

Publicado

2020-01-28