Mulheres Negras do Curiaú:

uma reflexão étnico-racial na dimensão educacional e profissional

  • Clarice Costa da Silva
  • Maria Helena de Paula Frota
Palavras-chave: mulher negra, política pública, educação, formação profissional

Resumo

Este artigo trata das mulheres negras do Quilombo do Curiaú no que se refere à educação e à busca pela formação profissional para a valorização e reconhecimento na sociedade, sobretudo no Estado do Amapá. Uma vez que a educação deve ser oportunizada a todas/os, pretende-se entender o seu contexto histórico, antropológico e social que ora interferem ou não na atuação do povo negro, sobretudo das mulheres, numa dimensão étnica racial. Com base nesse contexto o objetivo central do artigo está em verificar quais as situações da dimensão racial, que influenciam o processo da autovalorização desses sujeitos femininos. Sabe-se que o sistema escravista do passado, levou a polução negra a uma exclusão social sem visibilidade enquanto ser cidadão e membro de uma sociedade por seus direitos, principalmente quando o assunto se relaciona à cor ou gênero. Por isso, enfatizara mulher negra, para dar maior visibilidade de sua importância na sociedade e, sobretudo difundir suas experiências, anseios e dificuldades para atuar nos diversos contextos. Não se pretende esgotar aqui os estudos, ao contrário, deseja suscitar maiores interesses para novos pesquisadores numa perspectiva de autovalorização e reconhecimento de um grupo étnico racial tão importante quanto os demais.

Publicado
2020-04-20
Seção
Artigos