Juliana de Norwich e Margery Kempe

a literatura de autoria feminina no medievo inglês

Autores

Palavras-chave:

Literatura Inglesa Medieval, Juliana de Norwich, Margery Kempe

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar e analisar brevemente as obras A Revelation of Love (c. 1395), de autoria da mística inglesa Juliana de Norwich (c.1343 - c. 1416), em sua versão longa, e The Book of Margery Kempe (c. 1438), de Margery Kempe (1373 - c. 1438), observando o pioneirismo das duas autoras dentro do contexto literário medieval inglês. A análise se realizará com o aporte da crítica literária feminista. Utilizaremos como fundamentação teórica autores como Temple (2016), Watson e Jenkins (2006), Régnier-Bohler (1990), Fantuz (2019), Bynum (1982), Bale (2015), Troch (2013), Telles (2017) e Morrison (2002), entre outros. Através da nossa pesquisa, podemos considerar Juliana de Norwich e Margery Kempe transgressoras, ao romperem com papéis convencionados às mulheres de seu tempo. Seus escritos trazem o papel feminino numa nova perspectiva de protagonismo religioso, social e literário e destacamos o quanto esse processo de resgate e releitura de suas obras pode ser renovador para os estudos da literatura, da cultura e da história.

Referências

ALEXANDER, Michael. A History of English Literature. 2nd ed. London: Palgrave Macmillan, 2007.

BALE, Anthony. Introduction. In: KEMPE, Margery. The Book of Margery Kempe. Tradução de Anthony Bale. Oxford: OUP, 2015.

BYNUM, Caroline Walker. Jesus as Mother: Studies on High Spirituality of the Middle Ages. Los Angeles: UCLA Press, 1984.

FANTUZ, Giulliana Vittoria (Org.). Juliana de Norwich: A mística da alegria. Tradução de António Maria da Rocha. Lisboa: Paulinas, 2019.

KEMPE, Margery. The Book of Margery Kempe. Tradução de Anthony Bale. Oxford: OUP, 2015.

KEMPE, Margery. Libro de Margery Kempe: La mujer que se reinventó a sí misma. Tradução de Salustiano Moreta Velayos. Valencia: PUV, 2012.

KEMPE, Margery. The Book of Margery Kempe. Edited by Barry Windeatt. Rochester: D. S. Brewer, 2004.

KEMPE, Margery. The Book of Margery Kempe. Tradução de Barry Windeatt. Londres: Penguin, 1994.

LE GOFF, Jacques. História e Memória. 5. ed. Tradução de Bernardo Leitão. Campinas: Editora da UNICAMP, 2003.

LE GOFF, Jacques. Uma longa Idade Média. 2. ed. Tradução de Marcos de Castro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

MORRISON, Susan B. Women Pilgrims in Late Medieval England. London: Routledge, 2002.

NORWICH, Juliana de. Revelações do Amor Divino. Tradução de Marcelo Masson Maroldi. São Paulo: Paulus, 2018. (Coleção Clássicos do Cristianismo)

NORWICH, Juliana de. Revelações do Amor Divino. Tradução de Maria Eizabeth Hallak Nielsen. Petrópolis: Vozes, 2018. (Série Clássicos da Espiritualidade)

PERROT, Michelle. Minha história das mulheres. 2. ed. Tradução de Angela M. S. Corrêa. São Paulo: Contexto, 2015.

TELLES, Norma. Gritos e sussuros: o Livro de Margery Kempe. Disponível em: https://www.labrys.net.br/labrys20/aventura/norma.htm. Acesso em: 28 out. 2017.

TEMPLE, Liam Peter. Returning the English “Mystics” to their Medieval Milieu: Julian of Norwich, Margery Kempe and Bridget of Sweden. Women’s Writing, 23:2, 2016, p. 141-158.

TROCH, Lieve. Mística Feminina na Idade Média: historiografia feminista e descolonização das paisagens medievais. In: Revista Graphos. Revista da Pós-Graduação em Letras da UFPB. Volume 15, n. 1, 2013. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/graphos/article/viewFile/16324/9352. Acesso em: 5 jun. 2015.

Downloads

Publicado

2023-12-08

Como Citar

NUNES, F. C. Juliana de Norwich e Margery Kempe: a literatura de autoria feminina no medievo inglês. CENTÚRIAS - Revista Eletrônica de História, Limoeiro do Norte, v. 1, n. 3, p. 18–29, 2023. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/centurias/article/view/11583. Acesso em: 13 jul. 2024.