Diversidade Humana e Suas Complexidades

Um Olhar Sobre as Identidades dos Surdos da Comunidade de Viçosa-MG

  • Fúlvia Ventura Leandro
  • Michelle Nave Valadão
  • Rita de Cássia Pereira Farias
Palavras-chave: Surdez, Libras, Identidades surdas

Resumo

O presente artigo trata de uma reflexão sobre as identidades do sujeito surdo, verificando aspectos ligados à negação ou aceitação da surdez e da Língua Brasileira de Sinais (Libras). O público pesquisado foi composto por quatro surdos adultos participantes de um projeto de extensão na Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais. A abordagem metodológica foi qualitativa, embasada em um estudo de caso, cuja coleta de dados se deu a partir de entrevistas semiestruturadas. O processo investigativo revelou que os participantes da pesquisa passaram por processos de oralização na infância e na adolescência e conheceram a Libras na fase adulta. Na ocasião da pesquisa, um deles assumia a identidade surda, dois deles estavam em processo transição, passando a assumir sua identidade como surdo, enquanto um deles tinha a identidade surda incompleta. Todos reconheceram que a Libras trouxe um novo significado para suas vidas. Conclui-se que os surdos vivenciam situações cotidianas em que a negação e a aceitação da surdez estão relacionadas à forma como são interpelados em um contexto marcado por preconceitos que geram obstáculos quanto à sua inserção na sociedade, dada a dificuldade de comunicação com os ouvintes. Nesse sentido, todos os sujeitos da pesquisa afirmaram que se a sociedade ouvinte conhecesse e usasse a Libras como língua oficial do País, as experiências vivenciadas teriam uma conotação positiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Identidade. Entrevista a Benedetto Vecchi. Tradução: Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005.

BERLATTO, Odir. A construção da identidade social. Revista do Curso de Direito da FSG, v. 3, n. 5, p. 141-151, 2009. Disponível em: file:///C:/Users/F%C3%BAlvia/Desktop/242-760-1-PB.pdf. Acesso em: 18 maio. 2016.

BRASIL. Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Brasília: DF, 2005.

DIZEU, Liliane; CAPORALI, Sueli. A língua de sinais constituindo o surdo como sujeito. Educação e Sociedade, v. 26, n. 91, p. 583-597, 2005. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/es/v26n91/a14v2691.pdf. Acesso em: 03 de janeiro de 2017.

FIGUEIREDO, Marta Maria Oliveira de. Auto Isolamento Ou Exclusão? As Diferentes Visões Sobre Os Surdos. Monografia apresentada à Faculdade Santa Helena, Recife 2010. Disponível em: http://www.suvag.org.br/arquivos/mmof.pdf. 05 de janeiro de 2017.

GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. Tradução: Mathias Lambert. 4ª ed. Rio de Janeiro: LTC, 2004.

HALL, Stuart. A Identidade Cultural na Pós-Modernidade. 10ª ed., Rio de Janeiro: DP&A, 2004.

IBGE. Censo demográfico 2010 - Características Gerais da População, Religião e Pessoas com Deficiência. Rio de Janeiro: IBGE, 2012.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo-Rio de Janeiro, HUCITEC-ABRASCO, 1992.

MOSER, Fabiana, DAMKE, Ciro. A construção da identidade na e pela linguagem the construction of the identity in the and by the language. Revista Travessias, v. 6, n. 15, p. 428-447, 2012.

OLIVEIRA, Zenaide Souza de; SANTOS, Tânia dos Alvarez da Silva. Implante Coclear: Limites e Benefícios. Trabalho de Conclusão de Curso. 2010. Universidade Estadual de Maringá.

PERLIN, Gladis. A surdez um olhar sobre as diferenças: Identidades surdas. 6.ed. Porto Alegre: Mediação, 2013.

QUADROS, Ronice Müller. Políticas linguísticas e educação de surdos em Santa Catarina: espaço de negociações. Cadernos CEDES. Campinas, v. 26, n. 69, p. 141- 161, 2006.

SÁ, Nídia Limeira de. A produção de significados sobre a surdez e sobre os surdos: práticas discursivas em educação. Porto Alegre: UFRGS/FACED/PPGEDU, 2001. (Tese de doutorado).

SILVA, Márcia do Socorro. Um Olhar Sobre A Identidade Surda. Fórum Nacional de Crítica Cultural 2 Educação básica e cultura: diagnósticos, proposições e novos agenciamentos 18 a 21 de novembro de 2010.

SKLIAR, Carlos (Org). A surdez um olhar sobre as diferenças. 6ª edição. Porto Alegre: Mediação, 2013.

SOUZA, Regina Maria. Que palavra que te falta? Linguística e educação: considerações epistemológicas a partir da surdez. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

STROBEL, Karin Lilian. História dos Surdos: Representações “Mascaradas” das Identidades Surdas. In: Ronice Müller de Quadros e Gladis Perlin (Orgs). Estudos Surdos II. Petrópolis, RJ: Arara Azul, 2007.

Publicado
2020-02-01
Como Citar
LEANDRO, F.; VALADÃO, M.; FARIAS, R. DE C. Diversidade Humana e Suas Complexidades. Revista Linguagem em Foco, v. 11, n. 1, 1 fev. 2020.
Seção
Artigos