USO DO GEOPROCESSAMENTO NA INTERPOLAÇÃO DE DADOS PLUVIOMÉTRICOS NO MUNICÍPIO DE JUNCO DO SERIDÓ, PB

  • Davi Rodrigues Rabelo
  • Iaponan Cardins de Sousa Almeida

Resumo

No geoprocessamento, os métodos de interpolação são ferramentas utilizadas para gerar dados espaçados de uma determinada variável a partir de levantamentos de dados pontuais. O objetivo do presente trabalho é utilizar esse método aplicado aos fenômenos atmosféricos que atuam no semiárido brasileiro e entender sua variabilidade e distribuição. Diante disso, utilizou-se um levantamento de dados pluviométricos de 20 anos e suas médias anuais e mensais, posteriormente foi utilizado o método da krigagem através de software de geoprocessamento para a distribuição e mapeamento desses dados atmosféricos. Foram gerados tabela, gráfico e mapa para que possa entender a dinâmica atmosférica que atua no município de Junco do Seridó – PB, com isso, a distribuição dessa chuva no município tem baixa variedade, no entanto, a variação de médias anuais durante os 20 anos é bastante significativa entre anos secos e chuvosos, este último, está diretamente ligado a erosividade nos processos erosivos que ocorre no município. Portanto, o geoprocessamento é uma ferramenta que auxilia a esse tipo de estudo e que pode ajudar o planejamento hídrico quanto ambiental para que busque ideias de conservação ambiental.
Publicado
2019-02-24
Como Citar
Rabelo, D. R., & Almeida, I. C. de S. (2019). USO DO GEOPROCESSAMENTO NA INTERPOLAÇÃO DE DADOS PLUVIOMÉTRICOS NO MUNICÍPIO DE JUNCO DO SERIDÓ, PB. CADERNO DE CIÊNCIAS & TECNOLOGIA DA UECE, 1(1), 36-53. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/CCiT/article/view/958