A IMPORTÂNCIA DO GEOPROCESSAMENTO PARA ANÁLISE DO USO E OCUPAÇÃO DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL (APA) DE SABIAGUABA EM FORTALEZA-CE

  • Lucas Adrian de Almeida Bentemuller
  • Ana Carla Alves Gomes Alves Gomes
Palavras-chave: Geotecnologias; Unidades de Conservação; Monitoramento.

Resumo

O Geoprocessamento se destaca como uma ferramenta primordial para a análise das formas de uso de ocupação nas unidades de conservação, como o caso da Área de Proteção Ambiental (APA) de Sabiaguaba, áreas que necessitam de monitoramento e alternativas de manejo que estejam harmonizadas com a capacidade de suporte ambiental. Desta forma, o presente trabalho objetiva identificar as formas de uso e ocupação existentes na área de estudo e demonstrar a viabilidade do geoprocessamento como um instrumento de monitoramento de baixo custo. Para tanto, utiliza-se de levantamento bibliográfico pertinente, aquisição de dados geocartográficos, trabalho de campo para auxílio nos objetivos propostos e mapeamento para geração de produtos cartográficos. Os resultados apontam para a identificação de classes de uso e ocupação nas categorias de Área com agricultura urbana, Área loteada (não edificada), Área residencial/comercial, Área residencial, Empreendimentos privados de lazer e Área sem uso identificado com respectivas porcentagens de ocupação dentro dos limites da APA, as quais podem subsidiar novas pesquisas sobre a dinâmica existente no objeto de investigação. Conclui-se que a utilização de ferramentas gratuitas de geoprocessamento constituem-se em alternativas que potencializam as inspeções realizadas dentro das unidades de conservação para cumprimento das leis pertinentes.
Publicado
2019-12-18
Como Citar
Bentemuller, L. A., & Gomes, A. C. A. G. (2019). A IMPORTÂNCIA DO GEOPROCESSAMENTO PARA ANÁLISE DO USO E OCUPAÇÃO DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL (APA) DE SABIAGUABA EM FORTALEZA-CE. CADERNOS DE CIÊNCIAS & TECNOLOGIA DA UECE, 1(3), 150-167. Recuperado de https://revistas.uece.br/index.php/CCiT/article/view/2018
Seção
Artigos Geografia